Líderes partidários do Senado Federal se reúnem nesta manhã (6), na residência oficial do presidente do Senado Davi Alcolumbre, para discutir a tramitação das três PECs entregues pelo presidente Jair Bolsonaro nessa terça-feira (5).

De acordo com Alcolumbre, a meta é dar prioridade à PEC emergencial, porque prevê uma folga no orçamento de R$ 26 bilhões e permite estender por mais 1 ano, chegando a R$ 50 bilhões até 2021.

Já as outras duas PECs – a do pacto federativo e a que revisa fundos públicos – têm previsão para que sejam votadas pelo Congresso Nacional até abril de 2020.

Fonte: Conexão Política

Deixe seu Comentário