No final da tarde deste domingo (10), Evo Morales renunciou ao cargo de presidente da Bolívia.

O pronunciamento foi feito ao vivo em rede nacional de TV e rádio.

Mais cedo, a Organização dos Estados Americanos (OEA) revelou fraudes no processo de eleição presidencial.

Nas últimas horas, ao menos três ministros do governo entregaram seus cargos.

No final da tarde, o comandante-chefe das Forças Armadas e a polícia do país recomendaram a renúncia do mandatário.

“Renuncio a meu cargo de presidente para que (Carlos) Mesa e (Luis Fernando) Camacho não continuem perseguindo dirigentes sociais”, disse Morales em discurso televisionado, referindo-se a líderes opositores que convocaram protestos ele, desde o dia seguinte às eleições de 20 de outubro.

Fonte: Conexão Política

Deixe seu Comentário